domingo, 18 de maio de 2014

CÂNTICO ÀS AMÉRICAS

CÂNTICO ÀS AMÉRICAS
___Raykorthizo Perez.

I
Ó... nossas Américas, todas as Américas:
Se de bênçãos na terra há um paraíso,
ei-lo aqui, ei-lo aqui, somente aqui:
América, todas as nossas Américas,
vem, quero fazer-te o continente indissolúvel;
fazer-te a mais bela esplendida raça nobre
a qual o sol já brilhou;
fazer-te divinas terras abençoadas,
com o amor dos teus povos,
com o permanente amor dos teus povos.
II
Implantarei o companheirismo denso como as árvores ao longo de todos os rios das tuas terras,
e pelas margens dos grandes lagos, dos oceanos,
e por toda a extensão das matas, dos campos,
em todas as montanhas e onde houver vida respirando; fazer-te cidades inseparáveis,
abraçadas umas às outras;
pelo amor dos teus povos,
pelo viril amor dos teus povos.
III
Ei-los, por ti, de mim, ó Américas desdenhadas,
maltratadas, rotas e sujas, mendigas,
para servir-te, minha amada!
Por ti, por ti entoo este cântico,
no amor dos teus povos,
no culminante amor dos teus povos!
Ó América, todas as nossas Américas:
Se de bênção na terra há um paraíso,
ei-lo aqui, ei-lo aqui, somente aqui
com o esplendido amor dos teus povos,
com o amor culminante dos teus povos,
da minha América, das nossas Américas!

<>...<>...<>

LÍRICO E LÚRICO
___Raykorthizo Perez.

minha gente, minha gente
o que
que há?
ame esta terra com fé,
graça, raça e de cachaça.
jamais verá
never-more-of-ever-lever
terra como esta está.

o brazil carece
o paiz merece
do teu amor inculto
do teu olhar sepulto
padece.

ame, com a razão
que o coração
desconhece:
O SONHO/VERDE/AMARELO NÃO COMEÇOU:
só depois do trem das onze.

nossos bosques are your life,
your life, minha gente, em teu seio
de desamores
amores 1000
veio
repleto/cheio
de dor
ai love you anos que foram mais de 20
e o doutor deu fim.

ame, sem preconceito,
sem receita,
sem normas, regras ou conceito
jamais verá
terra como esta está
jamais, jamais
never-never-lever-more
jamais, jamais.

Made In Brazil ou EFE-EME-I (?)
paiz como este verá
never-never-lever-more
terra como esta está.

Like it! portanto
e por pouco
louco
ou então "DEIXE-O"
para os que sabem
e que o possuem.

go! ou vá, é tudo o mesmo
ou não é?
portanto
ou entretanto,
não importa
o que importa.

Olha,
olha o goool do crioulo,
do teu ídolo negro,
o teu deus,
o consolo do teu salário,
o teu sorriso
o teu pobre sorriso cariado
sorrindo
diante do vídeo, do rádio,
dia a dia a raiva indo
o ódio e o tédio esvaindo
e a inércia.

(é mais fácil matar guerrilheiros
nos ventres que nas montanhas e matas)

(os herodes revividos matando
antes que nasça o grito da revolta)

o teu sorriso agora como sempre
sem palavras
brasileiras
the words
importadas como o resto não se importa
não importa, afinal
teu sangue não importa
exporta.

mater pátria phome
o brazil carece:
                                  para platão
          a idéia não!
o paiz merce:
para joão
café com pão!
do teu amor inculto
do teu sonhar sepulto
padece.

minha gente, minha gente
o que
que há?
jamais verá
never-more-for-ever-lever
terra como esta está
ai LOVE YOU anos que foram mais de 20
e o doutor deu fim
de desamor
o amor
repleto/cheio
veio
de amores 1000.

nossos bosques are your life,
your life, minha gente...
ai LOVE YOU anos que foram mais de 20
e o doutor deu fim.

Made In Brazil ou EFE-EME-I (?)
símios/similares/idéias/ideais/sonhos/esperanças:
tonho e ANTHONY
moleque de rua e físico atômico.

(É PRECISO DESENHAR?)

Ou
stella e paula onde estão?
olga é morta, as outras também.
porém,
NÃO OLHAI OS LIXOS DO CAMPO (!)
MEU coração é de PASTEL,
assim
Daniel, o da cova
devorou os leões
christiane é um corro/céu
a fernanda uma ÂNCORA.

INSISTO:
o teu amor inculto
o teu sonhar sepulto
REINSISTO:
carece
merece
padece
fenece.

-  SOBRETUDO
NÃO DESISTO,
INSISTO:
                        o devaneio lírico e lúrico
quando for para o dicionário, o (LÚRICO!)
Uberaba - TM - outono de 1983.

<>...<>...<>
Agradeço a sua visita. O seu comentário é de fundamental importância.